Câmara Municipal de Três Corações - MG

Projeto de Lei Ordinária 5315/2020
de 28/12/2020
Situação
Sancionado / Promulgado (Lei nº 4535/2020)
Trâmite
28/12/2020
Regime
Ordinário
Assunto
Dispõe sobre
Autor
Executivo
CLÁUDIO COSME PEREIRA DE SOUZA
Ementa

Dispõe sobre denominação de espaço localizado no interior do “Centro Cultural Municipal Victor Cunha”, neste Município, e dá outras providências.         

Texto

Art. 1º Fica o espaço que será instalado no interior do “Centro Cultural Municipal Victor Cunha”, localizado na Av. Sete de Setembro, nº. 125, Centro, neste Município, denominado “ESPAÇO CULTURAL LUÍS FRUTO MARCUS DA TERRA”.

Art. 2º O Executivo Municipal providenciará a colocação da placa alusiva a esta homenagem, no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, após o término das instalações.

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, nos termos do art. 174, parágrafo único, da Lei Orgânica Municipal.

Complemento

JUSTIFICATIVA:

Senhor Presidente,

Senhora Vereadora,

Senhores Vereadores,

Trata-se de projeto de lei que visa à denominação do espaço que será instalado no interior do “Centro Cultural Municipal Victor Cunha”, localizado na Av. Sete de Setembro, nº. 125, Centro, neste Município, de “ESPAÇO CULTURAL LUÍS FRUTO MARCUS DA TERRA”.

Tal proposta se fundamenta no art. 88, inciso XVII da Lei Orgânica do Município de Três Corações.

Sabedores da importância que se deva dar à denominação de obras e lugares públicos, vimos neste ato propor a denominação do espaço em questão com o nome daquele que é exemplo permanente de talento.

Luís Marcus Matos Pereira nasceu em Lavras, no dia 24 de abril de 1961. Filho de Luiz Fonseca Pereira e Ilzete de Mattos Pereira, Luís Marcus veio para Três Corações recém- nascido e criou-se numa antiga fazenda. Viveu e cresceu envolvido pela natureza e seus encantos.

Formou-se em Engenharia Agronômica pela UFLA em Lavras e Estudos Sociais e História pela UNINCOR de Três Corações, tendo por curto período lecionado esta disciplina.

Seu pai fazendeiro despertou seu gosto para a agricultura, mas sua tendência de artista levou-o a dedicar-se no cultivo de plantas ornamentais e criar Bonsai.

Luís Marcus foi bailarino e teve 20 anos de experiência na área de trabalhos corporais. Trabalhou como consultor de mudanças organizacionais em diversas empresas e universidades de Minas Gerais e São Paulo; trabalhou cinco anos em projetos educacionais na área ambiental em Três Corações.

Era escritor, tendo publicado dois livros: Movimentos Essenciais (poemas) e Symbolus relativo a cartas do Tarô. Buscou a poesia escondida na realidade e a valorização da ética, da comunhão e da solidariedade entre os homens.

Faleceu solteiro, perto de completar 43 anos no dia 31 de março de 2004, deixando, amada mãe, pai, uma irmã Leandra e os sobrinhos Caio e Ciro.

Assim sendo, é de se justificar tal Projeto de Lei em comento no que visa homenagear esse grande artista, reconhecido na cidade de Três Corações por seu legado cultural.

Atenciosamente,

CLÁUDIO COSME PEREIRA DE SOUZA

Prefeito Municipal